Thursday, May 10, 2007


Até à aventura...

A minha família decidiu, numa de revivalismo, fazer uma viagem a S. Tomé. Infelizmente vamos com a bagagem incompleta, já que há uma falta no plantel devida ao cartão vermelho do trabalho, dito em linguagem futebolística. De qualquer forma vamos tentar aproveitar ao máximo e trazer malas suficientemente cheias para colmatar a falta.
Mas centremo-nos no revivalismo. Um dia o Al Berto disse-me uma coisa curiosa, que isto da voltar aos sítios e esperar que tudo fosse igual era uma grande mentira porque os sítios não são o que se vive, mas sim os momentos. Acho que como ele eu também me apercebi que isto de viver não é mais que coleccionar momentos. Aqueles em que nos lembramos daquela comida, daquela queda, daquele riso, ou mesmo daquele beijo. Esses momentos são o que nos faz sorrir, chorar, recordar e viver. Deixamo -los para trás e depois aparecem sempre outros que nos fazem querer tudo outra vez. E no intervalo, ocupamo-nos com essas imagens que nos ficaram na cabeça e revemo-las vezes sem fim, para trás e para a frente, como numa cassete de vídeo.

4 comments:

mariademallou said...

boa viaxe!!!! e bicos inmensos!!!

begira... said...

parecioume un post precioso... é verdade, non fican os lugares, fican os recordos. pensamos en imaxes e en sensacións. boa viaxe!

begira... said...

e é unha pena que non nos víramos en coimbra... pero non pasa nada, porque penso volver! metras tanto, avisa cando, por casualidade, pases pola capital de inglaterra...

Rosália said...
This comment has been removed by the author.

Blog Archive